Endocrinologistas dizem o que evitar na hora de se servir nas reuniões de fim de ano e o que fazer no dia seguinte se a ‘jaca’ for inevitável.

É difícil resistir às tentações da ceia de Natal e de todas as comemorações que costumam acontecer no fim do ano. Mas dá para tentar aproveitar sem ter tanto prejuízo assim depois.

“Não há nenhum alimento que não se deva consumir de jeito nenhum, desde que seja em pequenas porções”. “Algumas pessoas podem chegar a consumir seis mil calorias em um único dia, quando geralmente combinam bebida alcoólica com doces, panetones, chocolates, rabanadas e outros pratos típicos desta época do ano. E, sem dúvida nenhuma, os que mais engordam são a rabanada, o panetone, os doces de fruta em calda, pois contêm grande quantidade de gordura e carboidrato”.

Mas como quase todo mundo não consegue ter tanto controle assim na hora de se servir, vale fazer um detox no dia seguinte para dar um descanso para o corpo. A dica  é apostar em alimentos diuréticos, como frutas. Abacaxi, melancia e suco verde, com couve e agrião, são boas opções para se recuperar da comilança. “Além de bastante água, chá-verde, água de coco, limão, maçã, legumes e verduras 100% orgânicos, grãos integrais, castanhas, sementes, leguminosas e ovos”. Fique longe de refrigerantes, pães e alimentos ricos em glúten, como massas, bolos e biscoitos. Ricos em sódio, esses alimentos retêm líquido e provocam inchaço. Se os consumiu, beba bastante água e chás. “São potentes diuréticos”.




COMENTE AQUI !